GRÃO DE AREIA

As Cores do Outono na Serra da Gardunha

Posted in Pessoal by Artemisa on 8 de Dezembro de 2010

Obrigado ao fotógrafo…o meu mano querido!

Anúncios

Alguns Recantos na Serra da Gardunha

Posted in Fotos, Pessoal by Artemisa on 13 de Agosto de 2010

Elevando-se a 1227 metros de altitude, a Serra da Gardunha destaca-se na paisagem de quem visita a Beira Baixa.

Localização: Lat 40° 5'43.96"N; Long 7°30'15.92"W

A paisagem vegetal da Serra da Gardunha é o resultado da interacção de vários factores em que a acção do homem e as características climáticas regionais tiveram um papel primordial na modelação da paisagem actual.

A diversidade florística da Gardunha é elevada e contém algumas espécies únicas para Portugal como são os casos de Astragalus glycyphylus , Sorbus torminalis e do endemismo Asphodelus bento-rainhae . Na vertente norte a vegetação é caracterizada pelos castançais e carvalhais de Quercus robur e Quercus pyrenaica . A vertente Sul pelos matos de giestas e caldoneira (Echinospartum lusitanicum ).

As espécies endémicas representam a especificidade do património natural de um determinado local. O Asphodelus bento-rainhae só existe na vertente Norte da Serra da Gardunha, não estando em mais nenhum local do mundo.

As espécies faunísticas que caracterizam a Gardunha têm vindo a sofrer um declínio acentuado nos últimos 50 anos. Hoje, já não encontramos o Lobo-Ibérico ou o Lince , mas ainda se podem observar espécies importantes como a Gardunha ( Martes foina) , Águia Calçada ( Hiaeratus pennatus ), Texugo ( Meles meles ) ou mesmo a Lontra ( Lutra lutra ).

A riqueza faunística da Gardunha não é tão emblemática como a flora, não existem espécies únicas ou endémicas, no entanto existe uma elevada diversidade de Passeriformes e de Insectos que ainda não foram totalmente catalogados.

Para Visitas

Para visitar a serra da Gardunha existem dois acessos possíveis: por Castelo Novo ou por Alcongosta.

O acesso de Castelo Novo permite subir ao ponto mais alto da serra. Para o efeito deve sair-se da A23 no nó de Castelo Novo e seguir as indicações que levam até esta localidade.

A partir de Alcongosta é possivel explorar a vertente norte da serra. Para chegar a esta aldeia, seguem-se
as indicações a partir da N18 ou do Fundão. Ao chegar a aldeia, há que procurar os sinais que indicam “Floresta” ou “Casa do Guarda”.

Várias perspectiva sobre a Cova da Beira, com a Serra da Estrela ao fundo.

Área na “Casa do Guarda”, onde se encontram nesta fase do ano os bombeiros voluntários permanentemente. Aqui podemos desfrutar de uma ampla de lazer, com parque de merendas, circuito de manutenção e piscina, tudo de acesso gratuito.

A floresta confunde-se com as cerejeiras, elemento fundamental nesta área a vários níveis: identidário, paisagístico, social e económico!

Tagged with: